Posts from the ‘Isso Dói!’ Category

[Isso Dói] Distância

Quando você ama alguém, quer ver a pessoa bem em todas as maneiras e tenta fazer o possível para ajudar essa pessoa a superar algum problema.. mas e quando a pessoa não mora perto de você? Na internet, criamos muitos laços de amizades fortes que nem a distância pode atrapalhar e destruir.. mas além de ter uma grande vontade de conhecer e conviver com a pessoa, existe a agonia de nunca poder ajudar totalmente esse amigo que mora longe.

A sensação de ser incapaz se mistura a uma dor tão forte que eu pelo menos, não sei descrever. Tenho vontade de correr até onde meus amigos moram e fazer qualquer coisa para ajudar! Mas isso não é possível.

Então vem aquele pensamento: “eu nem o conheço, e se algo grave acontecer e eu NUNCA conhecer?” e depois disso, vêem as lágrimas. E mais dor. Principalmente se a pessoa está incomunicável e você fica sabendo o que aconteceu por meio de algum amigo que vive na mesma cidade.. Você, longe como está, não pode fazer mais nada do que ajudar com palavras.

Leia mais…

Anúncios

O dia em que meu avô saiu de férias

O Dia em que meu avô saiu de férias

Quando eu era uma criança feliz e inocente, acreditava só no hoje. Era muito bom para mim, e me mantia sendo o que eu era. Mas, depois que eu cresci, deixei de ser uma das coisas acima, pois, é aquela história: a gente cresce e aprende (ou algo do tipo).

Uma das coisas que achava que estava longe do meu alcance, era a morte. Sempre achava que ia demorar e, eu feliz, achava que tal coisa iria acontecer, tinha tal consciência, mas nunca me imaginava presenciando tal coisa.

Mas como o tempo é uma pessoa sem coração, sem me avisou que passou tão rápido, e esqueceu de me avisar que sim, uma hora ele acaba. E infelizmente, acabou para o meu avô ano passado.

Então, todo dia sete, eu me lembro disso, aliás, me lembro bem mesmo da data sete de setembro. Ele sempre foi bastante teimoso e sempre carente por atenção. Brincamos aqui que ele tirou férias justo nessa data para não ser esquecido.

Não vou dizer que não dói ainda. É uma coisa inesplicável não ver mais a pessoa querida na porta da casa a esperando para abraçar você. Não vou dizer também que as coisas continuam iguais, pois minha avó agora divide a casa comigo. Não vou dizer também, que é fácil mudar a sua rotina de criança alegre. Mas é inevitável, a gente se acostuma.

Até porque, ele era muito teimoso mesmo. De vez em quando, eu tenho esses sonhos malucos, onde ele aparece para tomar café da tarde comigo. É estranho de dois modos: ele nunca aparecia para tomar café da tarde comigo (tanto em sonhos, quanto na vida real) e sempre pega mais rápido as minhas bolachas recheadas.

Então, a vida continua, eu ainda não comi as bolachas recheadas e tenho em mente que, não quero dizer que ele morreu, apenas tirou férias da vida mundana …

Garota Perdida chorou três vezes antes de postar e durante, e ainda está tentando arranjar uma maneira de comer as bolachas de chocolate no sonho. Inté, =*

[Eu vi] Filmes gays românticos

Olá, amores ** Nesses dias, decidi que iria falar sobre filmes gays. Daí escolhi dois como exemplos pois são bem interessantes. Antes de tudo, queria dizer que sou hétero mas amo os gays mesmo. HUAHUA Enfim, o primeiro que gostaria de comentar é ‘’Imagine eu e você’’. É um filme lindo, de verdade. Uma moça chamada Rachel se casa com um rapaz chamado Heck e no dia de seu casamento, ela se apaixona por Luce, uma lésbica assumida que cuidava das flores do evento. Mesmo assim, ela não percebe sua paixão e se casa. Ao longo do tempo elas se aproximam mais e isso vai colocando dúvidas na cabeça de Rachel, pois pra ela, é tudo loucura. Assim, ela fica em dúvida entre seu casamento e sua paixão verdadeira. O filme não é pesado, não sejam frescos(as). Elas enfrentam a família e o marido de Rachel, fora sua própria consciência, que diz que isso é algo errado. Assistam, pois o final é demais!

O segundo filme é brasileiro e tem causado muita polêmica por aí: ‘’Do Começo ao Fim’’. É um filme que conta a história de dois irmãos por parte de mãe que são ’’próximos demais’’. Particularmente, achei tenso colocar dois irmãos. É minha opinião, e acho que incesto é uma coisa bem estranha. Enfim, o filme é um pouco triste e é interessante levantar essa questão para tentar quebrar alguns tabus. Thomás e Francisco sempre foram muito unidos na infância e seus pais logo perceberam isso. E já na fase adulta, resolveram assumir seu relacionamento, mesmo com todo o preconceito que existe hoje. Ah, o amor é lindo *-* -q   Realmente vale a pena conferir. ;)

Ps: Sou hétero mesmo, antes que falem algo! :)

[Isso Dói] Virar segunda opção

Nunca conheci alguma pessoa que goste de ser ignorado ou deixado como segunda opção. E isso dói, muito, e acredito que todo mundo já passou por isso, infelizmente.

Pode ter sido por uma briga ou um simples mal entendido, mas pode terminar mal. Seja o seu namorado que te deixa de lado, seu chefe preferir o seu colega, aquele seu super amigo te ignorar por algum motivo que você nem sabe.. Seja como e com quem for, é horrível saber que alguém pode simplesmente te “esquecer” ou te “substituir” por um tempo.

É aquela sensação de que você não fez o suficiente ou talvez fez mais do que devia; de que não cumpriu as expectativas da outra pessoa; de que pode ser deixando de lado a qualquer momento.. porque talvez, não vá fazer diferença para pessoa.

Não sei reagir bem quando sou ignorada ou deixada em segundo plano, mas o que tento fazer é conversar e resolver. Se diálogo não ajudou e a amizade/namorado foi perdido, o bom é tentar superar o mais rápido possível. Não importa o quão importante a pessoa é (ou foi) para você, porque provavelmente você ainda tem um monte de amigos que odeiam te ver mal e que fariam o possível para te deixar para cima. Então, se reúna com esses amigos e se divirta com outros assuntos.

Se convive no mesmo ambiente que a pessoa, tente dizer “oi” as vezes – isso vai mostrar para pessoa que apesar dos erros cometidos pelos dois (ou um só), você é capaz de superar isso.

Que é muito difícil é, e nem sempre nos recuperamos totalmente de algo assim. Aquela agonia por dentro é crescente e realmente incomoda, te fazendo pensar no assunto o tempo todo. Então desejo sorte a quem está passando por isso também.

Mas como dizem, “bola para frente, que o jogo continua”.

Até. :*

[Isso Dói] Nota baixa, recuperação, reprovação e afins.

Que atire a primeira pedra aquele que não tirou ou ficou com medo: de tirar uma nota baixa, da recuperação e reprovação. (Se alguém atirar a pedra eu taco ela de volta pela mentira…)

Desde quando estava no Jardim II (sério) tinha medo e olhe que eu só desenhava e brincava de massinha de modelar… Mas vamos ao que realmente interessa.

Cansei de ver pessoas chorando por causa desses pesadelos, alguns realmente mereciam, afinal não estudou e nem prestou atenção na aula, quer o que? Outros realmente se esforçaram, mas veio aquele maldito branco. O que fazer em uma hora dessas? Chore. Bom, se você for sensível que nem eu. Depois erga a cabeça e aceite o erro. Lodo após: concerte. Estudar é a melhor coisa que se pode fazer hoje em dia, afinal quem não tem pelo menos uma faculdade não consegue um bom emprego.

Vou passar algumas soluções para reverter essas situações (não posso provar a eficácia em todos que testarem, mas pelo menos funcionou com pessoas que conheço e até em mim): Leia mais…

2012: Você está preparado?

Quando estava no primário, a minha cartilha “ABC” já me avisou: O Fim Do Mundo está Próximo. Não examente com essas palavras, mas as aulas de ciências ficaram tensas a partir da lição 12, que se chamava “O derretimento do planeta”.

Eu sempre fui uma criança feliz, e nunca acreditava que tal coisa poderia acontecer. Na minha cabeça, quando chegasse o momento de derreter as calotas polares, eu não estaria mais aqui para ver o estrago que isso faria. Até porque, como moradora litorânea, nem pensava no que iria acontecer e nem comentava, já que seríamos os primeiros a sentir esse fim.

Leia mais…

[Isso Dói] Pé-na-bunda

Isso dói!

Se existe uma coisa da qual não podemos escapar é essa: pé-na-bunda. Quem nunca deu ou não levou um fora, concerteza passará por tal situação, que é, no mínimo, terrivelmente constrangedora.

Mas, se é algo da qual não podemos escapar, como podemos nos preparar para tal situação?

Leia mais…