Posts tagged ‘Filmes’

[Eu vi] Ele não está tão afim de você

E
Scarlett Johansson e Bradley Cooper no elenco? É claro que eu sentei no sofá para ver esse filme. Sou fã assumida de filmes do gênero e, com a reunião de tantos atores conhecidos, eu não poderia perder.

Sinopse:
Você realmente gosta deste cara, mas não consegue saber se ele gosta de você. Você inventa desculpas, decide que ele está confuso. Pare de se enganar. Existe uma explicação muito mais simples: ele não está afim de você. Esta é a lição que Gigi vai aprender. Romântica incorrigível, ela sai com Conor, que simplesmente não liga no dia seguinte. Quando ela vai à casa do bonitão, conhece Alex, colega de quarto de Conor e que tem uma visão muito clara sobre o mundo, empenhando-se em mostrar a verdade para Gigi numa viagem ao complicado mundo da mente dos homens. E esta história promete ficar ainda mais complicada: Conor está namorando uma cantora chamada Anna, mas ela gosta mais de Ben, que é casado com Janine. Que trabalha com Gigi. Coloque a chefe das duas, Beth, no meio da história também.

(…)
Continue lendo este post no Espada&Rosa

Anúncios

Miley Cyrus em Wake?

Não sei quanto á vocês, mas não sou muito (nada) fã da atriz e cantora Miley Cyrus. Mas ao contrário, sou muito fã da trilogia de livros Wake, escrita por Lisa McMann (e que tem o primeiro livro em pré venda no Brasil).

Ok, mas o que Miley tem a ver com Wake?! É que a Paramount e a MTV Films estão desenvolvendo um filme do primeiro livro, adaptado para as telas por Christopher Landon (Paranóia). O filme não tem data de lançamento e nada mais confirmado, mas supostamente Miley Cyrus será a atriz principal encarregada de interpretar Janie – uma garota de 17 anos um tanto perturbada que tem um dom diferente: poder entrar nos sonhos de outras pessoas.

Particularmente, espero que mudem de idéia. Janie e Miley simplesmente não combinam! Imaginei uma Janie diferente, e não posso entender como Miley poderia entrar na personagem e fazer uma boa interpretação, levando em conta que é uma personagem bem diferente do que ela está acostumada a interpretar. Mas, se ela for mesmo confirmada no papel, o negócio é torcer (nuito, muito e muito) para dar certo. x_x

Girl Power: Não há limites para nós!

Conversando com umas colegas hoje, percebi o quanto algumas de nós – garotas – se limitam tanto a determinados gêneros literários, musicais e cinematográficos.

Antes que tirem conclusões erradas sobre o assunto do post; sou amante de chick-lits, comédias românticas, pop music e tudo relacionado à cultura pop. O problema é que algumas de nós não se permitem gostar mais do que isso. Talvez minha personalidade feminista tenha influenciado alguns pontos do texto, mas vamos lá.

Filmes:

Um dia desses estava lendo uma revista (acho que era a Gloss) e vi uma pequena nota sobre Homem de Ferro 2, dizendo o seguinte: “Se o namorado a arrastou para o cinema para ver o primeiro Homem de Ferro e você até gostou um pouco, vá com ele ver Homem de Ferro 2”.

E você me pergunta: Qual o problema com essa nota?!

Leia mais…

Eu vi… Alice in Wonderland!

YEAH! Um dos filmes que eu mais queria ver estreou ontem aqui no Brasil e eu estava lá na sessão 3D de 14h50.

Contém pequenos spoilers.

Assim que eu cheguei em casa procurei algumas criticas do filme – que eu simplesmente AMEI – e não fiquei muito contente quando as li, por isso vou defender aquilo que foi mais criticado: a história.

Alice vai ser pedida em casamento, mas ela não quer se casar. Então, na hora do pedido ela vê um coelho branco correndo, deixa o lorde no vácuo, e sai correndo atrás dele. Êe! Dessa parte eu gostei bastante, admito. A cara do lorde-com-problemas-de-digestão foi ótima.

Depois vocês já sabem, certo? Ela segue o coelho até uma toca e caí lá dentro. No fim da (longa, longa) queda, Alice encontra-se em uma sala com várias portas e uma chave e…

Leia mais…

[Eu vi] Filme: (500) Days Of Summer

Porque o filme é ótimo em apenas três motivos:

1. Tem a Zooey Deschanel.

2. É uma comédia romântica diferente do gênero.

3. Começa assim:

“O filme a seguir é uma história de ficção. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência.

Especialmente você Jenny Beckman.

Vaca.”

Sinopse: Quando Tom, azarado escritor de cartões comemorativos e românticos sem esperanças, fica sem rumo depois de levar um fora da namorada Summer, ele volta a vários momentos dos 500 dias que passaram juntos para tentar entender o que deu errado. 

Um das primeiras coisas que eu gostei no filme, é que o título não foi traduzido para algo como “500 dias de amor” ou “Surpresas do amor” ou “Algo com amor” como geralmente acontece com as comédias românticas aqui no Brasil.

“This is not a love story. This a story about love” (Essa não é uma história de amor. É uma história sobre o amor). É a frase que define muito bem o filme, que é narrado de forma não cronológica pelos 500 dias que Tom passou ao lado de Summer, desde que eles se conhecem no trabalho até o dia que Tom se apaixona por ela e os dois iniciam um relacionamento. O problema é que Summer não se apaixona por ele.

Divertido, romântico, diferente. (500) Days Of Summer é um filme que merece 5 estrelas por tudo! Atuação, roteiro, direção, trilha sonora… o filme é ao todo realmente muito bom. E quem já passou por uma situação dessas vai com certeza se identificar com Tom, nos momentos de raiva como “Eu odeio ela” e também quando tudo está perfeito e você tem vontade de sair cantando por aí.

[Animações] Monstros S.A

O meu gênero preferido de filmes é animação e eu tenho váriooos filmes favoritos, que são considerados por mim filmes do tipo “você-precisa-ver”. Um deles em especial, é Monstros S. A. (Monsters, Inc.), que para mim é o melhor filme já feito do gênero! Aposto que a maioria já viu e conhece, mas vamos dele mesmo assim.

O filme é de 2001, e foi produzido pela Pixar. É um filme antigo, mas que eu não canso de ver – já vi tantas vezes, que atualmente falo cada frase junto com os personagens. Então, realmente amo e recomendo.

Leia mais…

[Isso Irrita] A Mesmice do Oscar 2010

Oscar

De alguma maneira, eu assisto o Oscar, e sempre, acontece o esperado. Não que eu queira ver “Lua Nova” ou “17 Outra Vez” ganhando melhor filme e direção, mas a Academia poderia sair do óbvio ..

“Avatar” (eu não vi!) e “Guerra ao terror” (também não vi!) estavam na dianteira, concorrendo a nove categorias cada um. Se você acha que “Avatar” ganhou todas, é porque você não conhece a Academia. Claro que “Guerra ao terror” levou a melhor, pois a Academia sempre premia filmes com questões políticas. Uma vencedora do Oscar (não vou falar quem, mas começa com K e fez Titanic), só ganhou o tal quando fez uma papel de nazista. Aliás, filmes de guerra sempre ganham.

Voltando a Avatar X Guerra, todos colocaram uma rixa entre os dois filmes, pois “Guerra ao Terror”, foi dirigido pela ex do James Cameron, diretor de Avatar, Kathryn Bigelow. Mas parece que os dois se dão bem mesmo, e quem saiu melhor foi ela. (Prêmio antecipado pelo Dia Internacional da Mulher?)

Enfim, só fica a minha decepção da festa: ela sempre não me surpreende. Veja os ganhadores e mais fotos clicando no “more”.

Leia mais…