– Resumo ou uma tentativa:

Special A ou S. A. narra a história de Hikari Hanazono que sempre perde para Kei Takishima, seja nos esportes, nas notas da escola e qualquer competição que possa existir. Os dois se conheçaram quando tinham apenas seis anos de idade, por causa dos pais. Na época ela era conhecida como a melhor na luta-livre, os dois lutaram e Hikari perdeu para Kei, desde aquele dia ela jurou que iria derrotá-lo qualquer que seja a situação. Para continuar com a promessa, ela se matriculou na mesma escola que Kei. Os dois são os melhores da escola, mas Kei sempre está em primeiro lugar. Hikari considera Kei como amigo e um rival ao mesmo tempo e não tem idéia dos sentimentos que ele tem por ela. A história se passa entre outras coisas: as competições deles, as situações com os amigos da escola, problemas familiares e romance.

– Garota Urbana sobre o anime:

Infelizmente não tive a oportunidade de ler o mangá, mas espero em breve fazer isso (e torço para que ache um traduzido). Para quem gosta de um bom anime shoujo* indico este. O nome Special A vem do grupo dos sete melhores alunos da escola, pelo o que entendi costuma-se separar os alunos por empenho na escola, existe o grupo A, mas a escola Hakusen Academy criou o Special A. Nele participam: Kei Takishima, Hikari Hanazono, Junho Yamamoto, Megumi Yamamoto, Tadashi Karino, Akira Toudou e Ryuu Tsuji.

Todo anime se desenrola com competições, mas nem por isso deixa de lado o romantismo, que para a minha surpresa (já que não vi tantos animes assim) é o Kei que cuida da parte romântica (apesar de ser um garoto sério) não de um jeito meloso e chato, mas fofo e que fez me apaixonar por ele. O coitado sofre com a tapada (com todo respeito) da Hikari, mas é daí que vem algumas boas partes engraçadas.

Hikari é meio bobinha, mas é super generosa e bondosa, não se preocupa muito com garotos, está mais preocupada com os amigos, praticar esportes e claro: derrotar Kei.

Não sei quem viu, mas eu amo as partes da Akira (uma super cozinheira e amiga de Hikari) e do Tadashi (um super esfomeado), principalmente quando ela bate nele e começa a briga.

Para quem não curte muito anime, mas que gosta de livros de romance adolescente: dê uma chance para animes shoujos* (ou qualquer outro), confesso que sinto a mesma sensação vendo esses animes (pelo menos alguns) e lendo A Mediadora. Por mais surreal e impossível de achar caras como Jesse ou Kei e ter uma história de vida amorosa bacana, não me canso de ler ou assistir. Tudo bem que nesse anime existem umas coisas muito loucas:  como super força e “super voz”, mas é um anime leve, fofo, viciante (foi para mim) e não decepciona com os seus 24 episódios (eu queria mais).

Abertura do anime na primeira parte:

Abertura da segunda parte (minha preferida):

Para baixar: aqui.

Para ver online: aqui.

*shoujo: é um termo usado para referir animes e mangás para garotas (mas isso não significa que garotos não possam se interessar).

Até a próxima,

Garota Urbana

P.S. ou curiosidade (?): Eu vi esse anime em três dias, pelo youtube! Isso por que tinha uma prova para estudar.

Qualquer indicação de animes e afins ou qualquer erro, por favor, mande um email para: garota__urbana@hotmail.com ou apenas comente.

Anúncios