Acho que não preciso fazer uma grande introdução para o post. O nome diz tudo: As Séries da HBO. Talvez uma dessas séries seja sua preferida, talvez não, mas com certeza você já viu alguma ou já ouviu falar. Elas são polêmicas, famosas, bem feitas, viciantes, maravilhosas. Se por algum acaso do destino você ainda viu nada de nenhuma destas séries, está perdendo tempo!

Sex and the City

Carrie Bradshaw, Charlotte York, Samantha Jones e Miranda Hobbes transformaram a televisão e a vida de muitas mulheres, apresentando-lhes algo novo e provocador nunca antes visto. Estávamos em 1998 quando Sex and the City surgiu mostrando o quê muitas pessoas precisavam ver: sexo. Não, não estou falando de filmes pornôs nem nada parecido. As mulheres, principalmente, precisavam se identificar com personagens que tinham problemas amorosos mais complicados que aqueles das comédias românticas, elas queriam algo agressivo, que tratasse da relação sexual de maneira verdadeira, que mostrasse para o mundo que as mulheres podiam sim fazer sexo com quem bem entendessem. E tem algo que combine mais que sexo e cidade? Não!

Óbvio que uma série tão bem produzida não poderia ter outro resultado: Sucesso. Muito sucesso! Não é somente a forma como as personagens lidam com o sexo que faz da série um marco, e sim, como as personagens lidam com aquilo que elas são: mulheres. Mulheres retratadas de uma forma nova, crua, sexual. Não indecente. Há uma enorme diferença entre as vagabundas e as quatro amigas de Sex and the City.

Baseada no livro de mesmo nome, da autora Candace Bushnell. Carrie, Charlotte, Samantha e Miranda são as melhores amigas que todo mundo deseja ter. Elas são diferentes, cada uma tem sua qualidade e seu defeito. Eu sou fã da Charlotte, minha mãe da Samantha, minha amiga da Carrie… e por aí vai.

A série terminou em 2004, na 6° temporada. Em 2008 foi o lançamento do filme e amanhã estreia nos cinemas: Sex and the City 2.

Estarei no cinema o mais rápido que puder! E se você ainda não viu a série, o filme é uma boa maneira de conhecer.

True Blood

True Blood estreou em 2008, quando os vampiros estavam voltando a moda e a única coisa que queríamos era sangue, muito sangue.

Do criador de Six Feet Under, Alan Ball e baseada na série de livros Southern Vampires de Charlaine Harris. Em True Blood, todo mundo sabe que existem vampiros andando entre nós, mas eles não atacam humanos porque eles tem a sua própria bebida engarrafada, o Tru Blood. Sookie Stackhouse sempre quis conhecer um vampiro, até que um dia Bill Compton entra no bar onde ela trabalha e tudo começa a ficar mais interessante. A 1° temporada me conquistou bem rápido, sendo intrigante e perigosamente sexy. As coisas só melhoraram na 2° temporada, que foi excepcional do primeiro episódio até o season finale.

True Blood já é uma das minhas séries preferidas desde o Pilot. O elenco é perfeito, a trama é maravilhosa, a trilha sonora é viciante, Eric é pura sedução…

A série já venceu mais de 19 prêmios variados, inclusive o Globo de Ouro e o Emmy de Melhor Série Dramática. Audiência e críticas também são ótimas. O lançamento da 2° temporada em DVD e Blu-ray ocorreu há pouco tempo nos EUA e no dia 13 de junho estreia a 3° temporada da série, que eu não aguento mais esperar.

Falta pouco! Calma, respira. WAITING SUCKS!

As Séries da HBO #2: Six Feet Under e Band Of Brothers.

Anúncios