Porque o filme é ótimo em apenas três motivos:

1. Tem a Zooey Deschanel.

2. É uma comédia romântica diferente do gênero.

3. Começa assim:

“O filme a seguir é uma história de ficção. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência.

Especialmente você Jenny Beckman.

Vaca.”

Sinopse: Quando Tom, azarado escritor de cartões comemorativos e românticos sem esperanças, fica sem rumo depois de levar um fora da namorada Summer, ele volta a vários momentos dos 500 dias que passaram juntos para tentar entender o que deu errado. 

Um das primeiras coisas que eu gostei no filme, é que o título não foi traduzido para algo como “500 dias de amor” ou “Surpresas do amor” ou “Algo com amor” como geralmente acontece com as comédias românticas aqui no Brasil.

“This is not a love story. This a story about love” (Essa não é uma história de amor. É uma história sobre o amor). É a frase que define muito bem o filme, que é narrado de forma não cronológica pelos 500 dias que Tom passou ao lado de Summer, desde que eles se conhecem no trabalho até o dia que Tom se apaixona por ela e os dois iniciam um relacionamento. O problema é que Summer não se apaixona por ele.

Divertido, romântico, diferente. (500) Days Of Summer é um filme que merece 5 estrelas por tudo! Atuação, roteiro, direção, trilha sonora… o filme é ao todo realmente muito bom. E quem já passou por uma situação dessas vai com certeza se identificar com Tom, nos momentos de raiva como “Eu odeio ela” e também quando tudo está perfeito e você tem vontade de sair cantando por aí.

Anúncios